sábado, 20 de abril de 2013

ESCULTURAS de Alessandro Santore e Bruno Miguel - CADERNO CULTURAL A REVISTA



Galeria do Lago e Jardins do Museu da República
Como se constrói a relação entre a obra de arte e o espectador?

Quantas vezes passamos por lugares, espaços, jardins, esculturas e nem notamos o que está ao nosso redor?


O projeto-instalação dos artistas Alessandro Sartore e Bruno Miguel, com curadoria de Isabel Sanson Portella, que estréia no dia 27 de abril, na Galeria do Lago e nos jardins do Museu da República, subverte o posicionamento espectador x obra de arte, mudando o conceito de espaço, deslocando o espectador, apresentando artista e obra de arte sob outro enfoque.


As paredes de vidro propostas pelos artistas, tradicionalmente usadas para proteger, servirão para destacar e realçar a arte que o olhar, de tão acostumado, não mais enxerga.


Nos jardins, esculturas ganham redomas e vitrines, que chamarão atenção para as obras, aos já anestesiados olhares dos visitantes. Dentro da galeria, o proibido passa a ser obrigatório. Exatamente onde é o espaço de circulação, existirá um espaço impenetrável de vidro, que fará com que o espectador fique absurdamente perto da obra, pertencente ao acervo do museu, sendo mesmo parte da obra, estando dentro e fora, íntimo e distante da obra exposta.


Provocar, aproximar, reeducar o olhar, criando assim uma ex-cultura, um ex-conceito, uma ex-visão.



EXPOSIÇÃO EX-CULTURAS

INAUGURAÇÃO – 27/04/2013

HORÁRIO – 14 HORAS

VISITAÇÃO

TERÇA A SEXTA – 10 ÀS 12H – 13 ÀS 17H

SÁBADOS E DOMINGOS – 14 ÀS 18H

DURAÇÃO – ATÉ O DIA 30/06/2013



A REVISTA É UM ORGÃO DA

TV ARTPONTO